IMPORTÂNCIA DA


QUALIDADE
DA ÁGUA E FLUIDOS

 

 

Consequências da contaminação da água e fluidos para hemodiálise

Os fluidos utilizados nas terapias dialíticas (soluções dialisantes) consistem em soluções concentradas de hemodiálise e água (sendo os rácios mais comuns 1:34 e 1:44). Enquanto que as soluções concentradas, são comercialmente disponibilizadas com uma composição conhecida, a água pode sofrer variações na sua composição e qualidade de forma importante. A água para hemodiálise tem a sua origem em água para consumo humano que é submetida a um processo de purificação em cascata e que envolve, entre outros, processos de separação por membrana, tais como Osmose Inversa (OI). A qualidade da água para diálise depende da sua origem (água de superfície ou água subterrânea), perfil geográfico e geológico, variações sazonais e dos processos de tratamento utilizados e respetiva performance.

 

Tipo de exposição à água

Um adulto sem Insuficiência Renal Crónica está exposto (através de ingestão) a cerca de 10-12 litros de água por semana. A água ingerida atravessa o trato gastro-intestinal (barreira seletiva) e alguns contaminantes com toxicidade são removidos através da função renal.

No caso dos Insuficientes Renais Crónicos, em programa regular de hemodiálise (num pressuposto de três sessões semanais de quatro horas cada), a exposição pode atingir mais de 360 litros por semana. Os diferentes contaminantes, caso estejam presentes, em concentração significativa na água e consequentemente na solução dialisante, poderão passar através do dialisador (membrana não seletiva). Acresce ao anteriormente referido, o facto da tendência atual de prescrição apontar para a utilização de membranas de alta permeabilidade bem como a utilização de técnicas mais convectivas e com grandes volumes. Deste modo a qualidade química e microbiológica da água para hemodiálise é fundamental na minimização dos riscos e adequada gestão contínua da qualidade dos tratamentos.

"Quality is not an act, it is a habit"

Aristotle

Links

ISO 11663

ISO 13958

ISO 13959

ISO 23500

ISO 26722

WHO Drinking Water Guidelines

UN Water

Sociedade Portuguesa de Nefrologia

Fresenius Medical Care Portugal

   

Water & Dialysis Fluids Quality Standards

 

 

ISO - International Organization for Standardization ISO13959:2014 - Water for haemodialysis and related therapies & ISO 11663:2014 - Quality of dialysis fluid for haemodialysis and related therapies.

EBPG - European Best Practice Guidelines (2002).

EP - European Pharmacopoeia (2014).

AAMI - International Association for the Advancement of Medical Instrumentation (ANSI/AAMI RD5:2003).

 

 

Enquadramento legal

Manual de Boas Práticas de Diálise Crónica

 

 

Italia Italy
Portugal Portugal
españa Spain
Belgium Belgium
Netherlands Netherlands
Uk Uk